O tempo arranca cada fragmento de sanidade da alma, cada vez que por aqui passa.

domingo, 19 de setembro de 2010

O tempo NÃO ajuda

Cada ''tic-tac'' do relógio entra nos meus ouvidos e me faz doer o cérebro. Cada vez que o ponteiro dos minutos se arrasta é como se a sua ponta fosse afiada e me trespassasse a carne. O passar das horas congela os sentidos, faz com que sejam dolorosos os movimentos. Quando o dia acaba e a noite chega, os pensamentos assombram e fazem doer ainda mais. Cada minuto, dia, segundo, e ultimamente, cada semana, custa. Não é como dizem, o tempo NÃO ajuda. O tempo arranca cada fragmento de sanidade da alma, cada vez que por aqui passa.

7 comentários:

  1. - obrigada eu Hugo . a mim também sempre me disseram que o tempo ajuda , que cura tudo , mas a cada dia tenho mais certeza que não ajuda mesmo nada .

    ResponderEliminar
  2. "O tempo arranca cada fragmento de sanidade da alma, cada vez que por aqui passa."-concordo
    Dizem que com o tempo tudo passa, e como tu dizes não é verdade, acho que simplesmente as memórias são armazenadas numa outra parte, mas com o tempo voltam á superfície, doi, até se voltar a esquecer e a lembrar de novo, nunca passa, fica gravado para sempre.

    ResponderEliminar
  3. Acho que todos passamos por momentos parecidos, emoções semelhantes, acho que o tempo não ajuda, até dói mais. O que ajuda são as novas experiências, ensinam-nos a esquecer o vai ficando para trás.

    ResponderEliminar
  4. O tempo nunca ajuda, apenas traz saudade. *

    ResponderEliminar